sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

- confusão.



De um lado o amor. Do outro a confusão. Amor que vira passado, passado que foi presente, presente que virou passado. Sem saber sair desta. Não tenho conclusão, porque a conclusão ainda não foi concluída. E esse tempo que não passa, não passa porque o fiz parar, mas ele corre tão depressa e eu ando muito devagar

3 comentários: